Crítica do episódio 3 da 6ª temporada de The Walking Dead: Obrigado


Esta revisão contém spoilers.


6.3 Obrigado

Tenho sido positivo sobreMortos-vivospor muito tempo. Mesmo a segunda temporada, a pior da série, teve muitos pontos positivos para se ter uma atitude positiva. Novos personagens, alguns efeitos especiais muito criativos, ação de zumbi caótica. O show sabe o que queremos e dá isso para nós. Até agora, a sexta temporada deMortos-vivosestá se preparando para ser o melhor da série, porque não consigo pensar em outra sequência de três episódios que tenha sido tão boa quanto esta.



O show tem melhorado desde aquela segunda temporada. O quociente de ação foi aumentado apesar das limitações orçamentárias. A escrita tornou-se drasticamente melhor, optando por mostrar muito mais do que conta. A direção permaneceu de boa a ótima, em grande parte graças ao upgrade de certas pessoas, como Gregory Nicotero, para o status de rotação. Até os atores ficaram melhores, em parte devido à adição de bons atores à mistura e à melhoria geral de rostos familiares como Andrew Lincoln e Melissa McBride. Para todas essas coisas maravilhosas, há um custo. As vezes,Mortos-vivosnos dá algo que não queremos em nome do drama.


Os dois episódios anteriores deMortos-vivosterminaram em precipícios, mas não do tipo frustrante, do tipo emocionante. Normalmente, posso evitar a necessidade de assistir às coisas em excesso, mas tudo o que quero fazer é assistir a essas coisas no resto da temporada, ou pelo menos os próximos episódios até que as coisas comecem a se acalmar, como inevitavelmente deve acontecer. Da última vez que deixamos Alexandria, Carol estava conduzindo uma guerra de uma mulher contra todos os tipos de bandidos. Isso ainda precisa ser resolvido. Quando deixamos Rick e companhia pela última vez, metade de sua horda de zumbis estava indo na direção errada, seguindo o som da semi buzina buzinando para a quase indefesa Alexandria.

O caos dos zumbis leva ao caos entre as próprias pessoas que tentam controlar tudo. Rick, Glenn, Michonne e o resto enfrentam uma escolha: completar a missão ou correr para casa para tentar salvar o povo de Alexandria? De qualquer forma, parece que as pessoas vão morrer, e Rick deixou claro sua parte no trato. Apesar dos protestos de Daryl, Rick vai dividir o grupo, voltando para pegar o trailer para atrair os zumbis enquanto o resto da gangue volta correndo para Alexandria, matando caminhantes no caminho. Rick, sempre o profeta, diz a Glenn e Michonne para voltarem para a cidade não importa o que aconteça, e se os alexandrinos se machucarem ou caírem no esquecimento, deixe-os morrer e voltar para Alexandria e manter a cidade segura. Rick sabe que os alexandrinos são, no momento, mais problemas do que valem, mesmo que Michonne e Glenn discordem e façam o possível para garantir que todos cheguem em casa.

Isso cria um elenco bastante eficaz, com Rick em sua aventura solo e o resto da gangue basicamente tentando voltar para casa sem nenhuma ajuda real. Claro, conforme os grupos ficam cada vez menores, devido a ataques de zumbis, tiroteios acidentais ou simplesmente se separando uns dos outros. Os alexandrinos são, em geral, inúteis. No entanto, Angela Kang, além de um cara Sturgess, não os torna tão pobres como sobreviventes em seu script. Heath (Corey Hawkins) provou sua utilidade como corredor e David salta direto para os desafios, apesar de seu medo. No entanto, eles simplesmente não têm temperamento suficiente para manter a calma quando confrontados com milhares de caminhantes marchando em direção a tiros, e isso faz com que pessoas morram. Ambos e, infelizmente, outros.


Entre o roteiro de Kang e a direção de Michael Slovis, a desgraça está na parede para alguém. Vários alexandrinos caem no esquecimento, e quando a gangue faz um desvio para uma cidade abandonada para tentar curar suas feridas e tentar encontrar um carro. Quando os zumbis aparecem e interrompem sua fuga, isso deixa Glenn e um Nicholas aparentemente redimido para iniciar um incêndio e salvá-los. Infelizmente, Nicholas não tem muita resistência mental e, quanto mais ele entra em pânico, mais perigosas as coisas parecem. Esta tensão progride ao longo do episódio, à medida que o número de zumbis na horda aumenta, e cada desvio ou curva ou curva leva a um beco sem saída e uma escalada precária para a segurança de Glenn e Nicholas e Michonne e sua tripulação. À medida que o show se desenrola, fica cada vez mais evidente que alguém importante vai morrer, e não importa o quanto você torça para que Daryl apareça e salve o dia ou Rick apareça no trailer para colocar todos em segurança, nunca acontece.

Tenho adiado apenas para falar sobre isso, mas não consigo. Pare aqui se você ainda não foi mimado; no entanto, visto que vi spoilers postados nos comentários do AMCMortos-vivosFeed do Instagram, tenho certeza que as pessoas já sabem. Última chance…

A morte de Glenn foi fenomenalmente bem feita. Doeu ver o fim da vida de Glenn, apenas porque ele é um dos que eu assumi que não acreditaria tão cedo, particularmente logo após a morte de Beth. A execução de um sonho da queda lenta de Glenn aos pés da horda e os longos segundos de espera para que os caminhantes parassem de se banquetear com Nicholas e se virassem para ele me deram apenas um breve momento de esperança de que ele de alguma forma conseguisse abrir caminho fora de mais uma situação difícil que deveria tê-lo matado.


Não tive essa sorte desta vez, e à medida que os corações são comidos, corações são partidos. Glenn não consegue a morte de um herói no sentido de que ele faz algo heróico e salva algumas vidas no processo; Glenn não está recebendo o tratamento T-Dogg. No entanto, Glenn morre por aquilo em que acredita, mais ou menos. Ele acredita que Nicholas é um novo homem, redimido, capaz de contribuir. Ele está errado, mas pelo menos deu ao homem uma segunda chance, mesmo ao custo de sua própria vida. Em um programa diferente, talvez Nicholas tivesse provado seu valor. Não neste show, não nesta temporada.

Leia Ron's revisão do episódio anterior, JSS, aqui .

O correspondente americano Ron Hogan está realmente surpreso que a sexta temporada de The Walking Dead possa ser ainda melhor do que a quinta temporada, mas aqui estamos. Dois ótimos episódios seguidos, com esperançosamente outro a caminho. Encontre mais por Ron diariamente em Shaktronics e PopFi .


Siga nosso Feed do Twitter para notícias mais rápidas e piadas ruins bem aqui . E seja nosso Amigo do Facebook aqui .