Natalie Portman: depois de Star Wars “nenhum diretor queria trabalhar comigo”


Após sua excelente estréia em Luc Besson's Leão , quando tinha apenas 13 anos, Natalie Portman atraiu a atenção da equipe de elenco de Star Wars. Assim, ela foi escalada como Padme Amidala em George Lucas ' Guerra das Estrelas trilogia prequela, começando com A ameaça fantasma , e terminando com 2005 Vingança dos Sith .


No entanto, enquanto os filmes rendiam muito dinheiro, havia uma consequência para Portman, que estava preso no que no final das contas parecia um papel bastante implacável. Conversando com O Nova-iorquino , ela revelou que uma vez Guerra das Estrelas tinha saído, “todo mundo pensava que eu era uma atriz horrível. Eu estive no filme de maior bilheteria da década, e nenhum diretor queria trabalhar comigo. ”

O homem que veio em seu socorro foi o grande e falecido Mike Nichols, que a escalou para a encenação de 2001 de A gaivota .



Mas havia mais. “Mike escreveu uma carta ao [falecido diretor] Anthony Minghella e disse‘ coloque-a Montanha fria , Eu atesto por ela ’. E então Anthony me passou para Tom Tykwer, que me passou para os Wachowskis [que a escalaram V de Vingança ] '.


E Portman tinha mais palavras especiais para Mike Nichols. “Trabalhei com Milos Forman alguns anos depois. Ele disse ‘Mike me salvou. Ele escreveu uma carta para que eu pudesse obter asilo nos EUA. 'Ele fez isso por 50 pessoas, e isso não faz com que nenhum de nós se sinta menos especial. ”

A peça completa, onde Portman e uma série de outros nomes prestam homenagem a Mike Nichols, pode ser encontrada aqui .