Revisão do episódio 8 da 6ª temporada das meninas: O que faremos desta vez sobre Adam?


Esta Garotas revisão contém spoilers.


Temporada 6 - Episódio 8 de Meninas

Este é um episódio estranho de Garotas que junta os personagens de forma inesperada e acaba sendo meio otimista e meio super, super triste.

A metade otimista envolve Ray e, completamente do nada, a ex-chefe de Shoshanna, Abigail (Aidy Bryant). Este é um personagem que eu não posso dizer que já pensei muito ou esperava ver novamente, então ela apareceu e então teve uma conexão instantânea com Ray é uma surpresa bem esquisita. O enredo não era tão emocionante só porque eu tenho tão poucos sentimentos sobre a personagem de Abigail (quero dizer, ela só esteve em dois episódios antes disso), mas acho que faz algum sentido para Ray se apaixonar por alguém como ela. Ray é um cara cínico, mas é atraído por mulheres cheias de energia e com gosto pela vida. Quero dizer, ele se sentia atraído por Shoshanna quando ela era assim.



A cena em que Shosh assiste com nojo e choque quando Abigail e Ray se apaixonam é muito boa para demonstrar o quanto Shosh mudou como personagem. Ela costumava ser enérgica e cheia de sonhos, mas desde então ela foi derrotada pelo mundo e acha essa esperançosa porcaria de amor filhote completamente apavorante. Eu também adoro seu resumo malicioso de Abigail que ela divaga para Ray em uma velocidade vertiginosa no curto espaço de tempo antes de Abigail cruzar a rua. Como de costume, não há Shosh suficiente, mas enquanto ela está na tela, é engraçado. Elijah também dificilmente está neste, mas ele é hilário, referindo-se à gravidez de Hannah como um parasita crescendo dentro dela.


“O que faremos desta vez sobre Adam?” não é um episódio muito engraçado em geral, já que a comédia é deixada de lado por um drama triste, triste. A maior parte do episódio é dedicada a Adam e Hannah dando uma nova chance. Adam acha que quer ajudar o filho do pai de Hannah, então ele dispensa Jessa sem cerimônia para confessar seu amor eterno por Hannah e para ajudá-la a comprar coisas de bebê. A parte mais impactante dessas cenas é observar o medo e a tristeza de Hannah enquanto ela se dá conta de que tem um bebê chegando. A atuação de Lena Dunham aqui é impressionante e realmente vende isso.

As interações de Hannah e Adam são estranhas. Definitivamente, é uma alegria ver esses dois juntos novamente, brincando um com o outro como antes, mas há um ar incerto e surreal em torno de tudo isso. A maneira como eles simplesmente voltam a esses papéis em um instante, apesar de toda a merda terrível que existe entre eles, simplesmente não se encaixa bem. E, para o crédito do programa, esse parece ser o ponto principal.

A cena deles juntos no Kellogg’s Diner é um final brilhante para o dia que passaram juntos. Eles estão falando sobre seus planos para uma vida juntos e então os dois simplesmente desabam e choram. Garotas sempre foi incrível no desenvolvimento da trama por meio da emoção. É uma das características mais realistas do programa: às vezes, a maneira como as pessoas tratam umas às outras, ou se separam, ou se reúnem acontece sem nenhuma razão óbvia e mensurável. Os sentimentos nos fazem agir de maneiras não inteiramente explicáveis.


É uma cena um tanto confusa, aberta à interpretação, mas meu entendimento dela é que este é o momento em que, de alguma forma, tanto Hannah quanto Adam percebem que isso não vai funcionar; eles não podem trazer esse relacionamento de volta (Adam voltando para Jessa no final parece ser uma espécie de confirmação disso também). É impressionante e identificável e é facilmente a melhor cena do episódio.

Os momentos tristes de Jessa sozinha não funcionam bem para mim. É um claro eco do segundo episódio da série quando, estressada com a possibilidade de estar grávida, ela transou com um cara no banheiro de um bar (não tenho certeza, mas pode ser exatamente o mesmo bar e até mesmo o bartender). Parece melodramático demais aqui. O tom é mais como um filme indie nojento do que uma comédia dramática. Ou talvez tenha a ver com como Jessa está fazendo escolhas perigosas enquanto 'Mulher Perigosa' de Ariana Grande está na trilha sonora e também no nariz. Eu admiro Garotas por não ter vergonha de usar grandes sucessos pop em sua trilha sonora, mas, sim, ainda um pouco demais para mim.

Restam apenas dois episódios! Talvez Laird seja a melhor figura paterna para o filho de Hannah, afinal! E, uh, Jessa vomitou só porque ela estava se sentindo mal ou há outra gravidez Garotas não está nos contando sobre ainda? Oh meu, meu Deus! Vejo você na próxima vez.