Crítica do episódio 3 da 4ª temporada de Fear the Walking Dead: Good Out Here

Esta Temer os mortos andantes revisão contém spoilers.


4ª temporada de Fear the Walking Dead, episódio 3

Pode ser estranho sugerir que, após três temporadas, a morte de um personagem importante pode ser repentina. E, no entanto, aqui estamos nós, socados por ventosas Temer os mortos andantes A nascente quarta temporada. Sério, grandes spoilers à frente. Voce foi avisado.

OK. Então, sim, Nick Clark está morto - morto pela própria pessoa que ele estava tentando salvar. E sim, é um pouco chocante que Medo mataria qualquer pessoa chamada Clark. Mas, ao assistir 'Good Out Here', não pude deixar de me perguntar se a própria Madison está morta. Mas mais sobre isso daqui a pouco. Nesse ínterim, vamos falar sobre o que pode ou não ser uma mudança na guarda.



O que você acha da morte (prematura?) De Nick pode depender muito de quanto tempo você está assistindo Medo . Se você seguiu Morgan de Mortos-vivos , A morte de Nick pode não ser tão chocante quanto para os espectadores que estiveram com Medo desde o início. Eu caio diretamente no último campo, então ainda estou me recuperando desse episódio. “Bom” não é Nick em sua forma mais nobre ou mais heróica. Na verdade, ele e o resto dos membros do elenco restantes não foram retratados da forma mais simpática até agora nesta temporada. De fato, Medo Os legalistas podem até argumentar que o grupo de Clark foi relegado a um status secundário em seu próprio programa.


Para isso, é fácil pensar em Althea, John e Morgan como novatos, mas apenas porque eles são novos Medo . Eles estiveram neste mesmo mundo que Nick, Alicia e o resto, sobrevivendo a horrores semelhantes, lutando contra demônios semelhantes. No pós-apocalipse, nenhum sobrevivente é único ou especial. Em qualquer caso, “Bom” é a primeira vez que temos qualquer tipo de interação estendida entre personagens novos e antigos. Como já vimos, os dois grupos começaram com o pé esquerdo e as coisas literalmente pioraram a partir daí. Mas o episódio ganha força quando Nick e Morgan são deixados sozinhos.

Dos Clarks, Nick certamente foi o que mais se destacou nesta temporada. Sabemos que ele está lutando para se encontrar nos cronogramas 'ANTES' e 'AGORA'. Em um dos flashbacks prolongados do episódio, na sombra de uma igreja abandonada, Nick diz a Madison: 'Você tenta fazer a coisa certa, acaba fazendo o pior.' Em essência, Nick está preso no mundo, com medo de se tornar seu pior eu. E no final da hora, o pior acontece para Nick. Presumindo que ele está vingando o assassinato de Madison, Nick concorda com as partes mais sombrias de sua natureza, incluindo a própria bondade que buscou resgatar Charlie de si mesma.

Dito isso, gostaria que pudéssemos ter chegado à morte de Nick de forma mais orgânica. Ao avançar alguns anos, perdemos o tempo que nós, como espectadores, poderíamos passar com o personagem. Enquanto o show continua a mergulhar na história “ANTES”, ver Nick novamente provará ser agridoce, conhecendo seu destino como nós. Mas para leal Medo fãs, esta é uma pílula difícil de engolir, especialmente porque sua morte coincide com a chegada de novos personagens. Que um desses recém-chegados chega a Medo por meio de TWD não fará muito para suavizar as coisas também. Para quem não está familiarizado com TWD , por mais brilhante que Lennie James seja como Morgan Jones, ele não é um prêmio de consolação por perder um importante Medo protagonista.


E por falar em Morgan, se ele tivesse aparecido antes, eu me pergunto se ele poderia ter salvado Chris Manawa de si mesmo. Se você se lembra, Chris estava satisfeito em ser um descontente. Ele abraçou suas próprias piores qualidades, vendo-as como pontos fortes. Se ele tivesse sobrevivido, ele poderia facilmente ter se tornado um Abutre - ou mesmo um Lobo ou um Salvador. Mas, ao contrário de Chris, Morgan é um solitário, o tipo que se perde em seus próprios pensamentos sombrios, em suas próprias manias. Vimos Morgan no seu pior em um dos TWD Os melhores episódios, o brilhante 'Clear' da terceira temporada. Então, quando Morgan diz a Nick que nunca é tarde demais para a redenção, ele sabe do que está falando.

Agora, se você é novo no Medo , então isso provavelmente significa que Morgan é um de seus personagens de ponto de vista. (Idem Althea e John Dorie.) Vale a pena mencionar porque esta nova temporada de Medo existe em duas linhas do tempo, com dois conjuntos de caracteres de ponto de entrada. Portanto, a questão do ponto de vista criativo e narrativo é: quem são nossos heróis? Para quem devemos torcer? A resposta óbvia não é mais a resposta óbvia.

Se você é um novo visualizador, Alicia, Strand e Luciana permanecem um mistério. E Madison, o Rick Grimes desse programa, quase não teve nenhum tempo na tela, exceto por flashbacks mais ensolarados. Sabemos que ela incorpora um otimismo árduo (que é um 180 do Madison que conhecíamos anteriormente). E somos levados a acreditar que ela provavelmente foi assassinada pelos Abutres. Nesse caso, os novos espectadores não têm escolha a não ser pendurar o chapéu nos personagens que também são novos no partido.

No final, porque Nick teve uma jornada tão complicada, superando seu vício para se tornar um sobrevivente autossuficiente, estou realmente triste em vê-lo partir. Ele não era perfeito, mas esse era um de seus muitos encantos. E fiquei profundamente comovido com as lágrimas de Alicia e Luciana. Afinal, a perda deles também é nossa. Espero que o programa realmente se aprofunde em suas histórias, além de superar sua dor. E se Madison está realmente morta, espero que cheguemos a esta revelação honestamente - e mais cedo ou mais tarde.

Alguns pensamentos finais

É importante lembrar que Luciana saiu na temporada passada depois que Nick ficou do lado de Jeremiah Otto, um racista que não se desculpa. Para Jeremiah, Luciana não era tão digna de sobreviver e só a aceitou a contragosto. Nick pode ter procurado uma figura paterna em Jeremiah, mas afastou Luciana no processo.

Foi interessante ouvir Morgan falar de Eastman, o mentor pós-apocalíptico que o colocou no caminho da paz. Para quem não conhece este personagem, ele apareceu em TWD O excelente episódio da sexta temporada, 'Here’s Not Here', que é um dos meus favoritos de toda a série. “Clear” é outro dos meus favoritos - e ambos são episódios de Morgan.