Ataque a Titan, terceira temporada, episódio 13, revisão: a cidade onde tudo começou


Esta Ataque ao titã crítica contém spoilers


Ataque a Titan, temporada 3, episódio 13

'Alguém como eu? Como posso salvar a humanidade? ”

Estamos de volta, pessoal! E enquanto o retorno de Ataque ao titã é sempre emocionante, esta segunda metade da 3ª temporada parece especialmente carregada, uma vez que retorna a onde tudo começou, o distrito de Shiganshina e aquele porão sinistro na morada de Jaeger. 'The Town Where Everything Began' não chega à casa da infância de Eren ainda, mas oferece uma parcela tensa e delicada que é uma queima lenta que irrompe em um inferno no final.



Eren e companhia continuam indo em direção ao distrito de Shiganshina e tentam usar a capa da noite para esconder sua jornada. Fala-se e se preocupa com os mais recentes 'Titãs do Luar' que provaram ser noturnos por natureza, mas nenhum aconteceu de realmente fazer uma aparição (para grande desapontamento do curioso Hange). A empolgação conforme todos se aproximam de seu objetivo é palpável, mas isso também se traduz em um medo real para Eren. Ele está bem ciente de como é importante ser capaz de ultrapassar Wall Maria e os riscos desta operação ficam na sua cabeça por um tempo. Este nível de dúvida em Eren não é nada novo, mas esta também é uma missão que é muito mais pessoal para ele do que o resto do Survey Corps. Felizmente, Eren é capaz de seguir quando é realmente importante e sua ajuda é mais necessária.


“The Town Where Everthing Began” leva seu tempo durante seu primeiro tempo e principalmente permite momentos de caráter emocional, conforme a equipe se aproxima de Wall Maria. Um episódio inteiro disso causaria um retorno sem brilho, mas “The Town Where Everything Began” entende como equilibrar adequadamente este trabalho de personagem mais pensativo com ação de suspense. É comovente ver Eren e Armin relembrando seus primeiros dias e como eles ainda planejam chegar ao mar um dia. No mínimo, essas reflexões sobre o quão longe eles chegaram e o quão perto estão de algum tipo de liberdade são o que inspiram Eren a engolir seu medo e agir como o herói que ele é.

Após esta contemplação cuidadosa, o resto do episódio é toda ação e é um pouco surpreendente o quanto é realizado. O Survey Corps sabe que seus inimigos estão cientes da habilidade de Eren de tampar os buracos na Wall Maria, o que o torna um alvo importante. Eles vêm com um plano bastante brilhante que envolve cem soldados do Survey Corps com rostos ocultos que são enviados para a briga, então é impossível dizer qual deles é Eren. Então, quando ele se transforma, é tarde demais para fazer qualquer coisa a respeito. Este não é apenas um ótimo plano, mas funciona quase muito bem. Eren fecha o primeiro buraco sem complicações, mas Erwin começa a se preocupar como não houve interferência de Titã até agora. Armin encontra evidências de que Reiner e Bertholdt estavam prontos para o ataque, o que convida ao pressentimento de que tudo isso é parte de uma armadilha gigante. Eles possivelmente fizeram exatamente o que o inimigo deseja.

Apesar de sua cautela, o Survey Corps ainda é incapaz de encontrar qualquer Titã até que Armin faça uma descoberta assustadora. Ele chega à conclusão de que há um esconderijo de Titã lado de dentro da própria parede. Outros são inicialmente céticos em relação a isso, mas Armin traz à tona todos os outros negócios sem sentido com os Titãs que eles encontraram até agora e é honestamente uma explicação tão boa quanto qualquer outra coisa. Não apenas isso, mas a maneira como Levi não perde absolutamente nenhum tempo e enfia sua lâmina no pescoço de Reiner depois que ele se revela é facilmente a melhor parte do episódio. Nesse sentido, a animação do programa também continua a parecer incrível, sejam as sequências aéreas de manobra do ODM ou as transformações de Titã de Eren e Reiner. É gratificante ver que não houve nenhuma queda na qualidade da animação na segunda metade desta temporada.


Os momentos finais de “The Town Where Everything Began” são tão ótimos e atingem como uma surpresa total. O Survey Corps descobre que isso é uma emboscada e, em um piscar de olhos, centenas de Titãs se revelam e prendem os humanos dentro de Wall Maria. Pode parecer que Reiner e Bertholdt têm a vantagem aqui, mas é incrível ver como esse ataque apenas encoraja nossos heróis ainda mais. Isso inadvertidamente se transforma em a batalha entre humanos e titãs e parece que quando acabar, a atmosfera da série será muito diferente. Todos estão prontos para a guerra total e é seguro dizer que a próxima parcela não deve decepcionar.

“The Town Where Everything Began” é um retorno satisfatório que joga os personagens direto no caos. É um episódio agitado que ainda permite momentos de silêncio e oferece aquele tipo de narrativa viciante a que os fãs estão acostumados. Esta entrada prepara o terreno para o que poderia facilmente ser a sequência de episódios mais satisfatória até agora. Parece que essa volta ao lar será uma experiência dolorosa para Eren, tanto no sentido emocional quanto físico.

Acompanhe nossoAtaque ao titãCríticas e notícias da 3ª temporada aqui !


Daniel Kurland é um escritor, comediante e crítico publicado cujo trabalho pode ser lido em Den of Geek, Vulture, Bloody Disgusting e ScreenRant. Daniel sabe que as corujas não são o que parecem, que Psycho II é melhor que o original e ele está sempre pronto para discutir o Space Dandy. Seu o processo de pensamento perma-neurótico pode ser seguido em @DanielKurlansky .